A beleza de Macacos incrustada nas montanhas de Nova Lima.

Distrito de Nova Lima, fundado em 1765 com o nome de “Macacos”, hoje São Sebastião da Águas Claras, conserva, ainda, suas ruas estreitas e becos que caracterizam bem a época de sua fundação. Além de um belo cruzeiro, símbolo da fé cristã de seus moradores, se Padroeiro São Sebastião, mora em sua igreja na rua principal, bem no centro, alegrando as tardes que com seus sinos conclamam a todos às orações da tarde.
O Arraial conserva as casa no estilo das construções de então, hoje imiscuídas a outras de estilos modernos e variados. Local privilegiado pela natureza, com belas montanhas impregnadas com variados tipos de minérios e muita água, inúmeras cachoeiras, cascatas e trilhas no interior das matas, se firmou como ponto de intenso turismo, repouso e descanso nos feriados e fins de semana. A conseqüência natural foi a concentração de bares e restaurante que estimulam a mais variada gastronomia com pratos típicos da comida mineira e diversos outros importados de diversas regiões do país. Tudo com muito capricho e bom gosto, serviço quase sempre nas mesas sobre os passeios o que nos transporta aos ambientes de muitas praias do litoral brasileiro. Não é sem razão que o mineiro é mestre na arte de construir sua alegria em seu próprio meio ambiente.
O turista encontra muitas vezes incrustada em lotes acidentados e até camufladas, lindas, bem instaladas e aconchegantes pousadas que fazem parte do cenário do arraial, podendo ser incluídas nas tradições locais.
Não seria justo deixar de falar de seu povo que, conservador, refere-se ao distrito exclusivamente como MACACOS. Moradores fixos compõem uma convivência amiga, pacífica e harmoniosa, capaz de nos autorizar a afirmar que já vai muito longe a data do último homicídio cometido na região por qualquer de seus habitantes. Usam com freqüência o recurso da denuncia anônima para chamar a polícia no caso de incursão no seu meio de pessoas ligadas ao narcotráfico. É realmente animador constatar que os estabelecimentos comerciais do lugar servem, eventualmente, a um morador que deixa para o outro um objeto a ser procurado.
O Distrito está hoje rodeado por grandes condomínios fechados, casas de campo e sítio de alto luxo.
Conhecemos a boa intenção e alguns projetos por parte do Executivo Municipal quanto ao atendimento às reivindicações da grande massa de pessoas que habita e milita na região, mas queremos deixar nosso apelo para que os responsáveis por esta tarefa cada vez mais se empenhem em favor deste povo.
Nosso jornal FOLHA METROPOLITANA acaba de nos dar a honra de assumir o seu Departamento Comercial. Pretendemos, como sempre fizemos, empenhar nossos esforços no sentido de divulgar e participar, sempre que houver fato relevante de interesse desta região e de todo o município de Nova Lima com absoluta isenção, norteada pelos mais honrosos princípios, chamando a atenção para a importância da participação e colaboração da população do local.
Coloco-me à disposição dos leitores para contatos, discussão e reivindicações do que mereça ser divulgado.
Itamar Braga Moura – Contatos: 031-3581-8874 ou 031- 92792650

   
Folha Metropolitana ANO 14 Fevereiro/Março 2006